Pular para o conteúdo

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool

As duas equipes se encontraram 6 vezes ao longo da história, o equilíbrio reina nos confrontos entre real madrid e liverpool

Na história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool na competição, foram 6 duelos que preservaram, sobretudo, um absoluto equilíbrio. Cada uma das equipes ganhou 3 jogos, além de também marcar o mesmo número de gols (7) e, ainda por cima, cada uma conquistou um troféu.

O sorteio das quartas de final da Champions League 20/21 colocou Real Madrid e Liverpool, duas das camisas mais pesadas da Europa, para se enfrentaram e decidirem, assim, uma vaga para a semifinal.

Retrospecto mais recente favorece o Real Madrid

O time espanhol venceu os três últimos jogos entre Real Madrid e Liverpool, marcando 7 gols e sofrendo apenas 1 nesses 3 confrontos. Como se não bastasse, o último desses jogos foi a final da Champions League de 2017/2018 em Kiev, na qual o Real Madrid venceu por 3 a 1 e conquistou a sua décima terceira taça.

Final polêmica, Real Madrid tricampeão

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.

A final da Liga dos Campeões de 2017/2018 ainda é muito fresca na memória dos torcedores por diversos motivos: ser muito recente, visto que ainda não se passaram 3 anos desde que ela aconteceu; o marco de um feito histórico ao garantir o primeiro e único tricampeonato da era moderna da Champions; e o polêmico lance da lesão de Salah.

O jogo foi realizado no Estádio Olímpico de Kiev, na capital da Ucrânia, após uma decisão do Comitê Executivo da UEFA em 2016. O Real Madrid foi determinado como “mandante” para fins administrativos em um sorteio logo após o das semifinais, em 13 de abril de 2018.

A grande polêmica da partida foi aos 30 minutos do primeiro tempo depois que ocorreu a dividida entre Sérgio Ramos e Salah, onde os dois jogadores disputavam uma bola com os braços entrelaçados e o zagueiro espanhol cai, levando o adversário com ele e resultando em uma lesão do ombro do jogador egípcio. Apesar das acusações, Ramos negou qualquer intenção no lance. O lateral direito do Real Madrid, Dani Carvajal, também saiu lesionado da partida logo depois desse lance, aos 36 minutos do primeiro tempo.

O placar foi aberto aos 5 minutos do segundo tempo com Karim Benzema, por causa da falha do goleiro Karius, jogando a bola no pé do atacante francês. Em seguida, veio a reação do Liverpool: 5 minutos depois, em um lance de bola parada, o atacante senegalês Mané desviou a bola e deixou tudo igual no placar.

Entrando no lugar de Isco aos 15 minutos do segundo tempo, Gareth Bale decidiu a partida marcando dois gols. O primeiro foi um golaço de bicicleta após um cruzamento de Marcelo, já o outro foi um chute de longe em cima do goleiro Karius, que espalmou mal e a bola entrou, desse modo fechando o placar de 3 a 1.

O jogo, então, acabou com 66% a 34% para o Real Madrid na posse de bola. O time treinado por Zidane também levou vantagem nas finalizações (15 a 13) e finalizações certas (5 a 2). O Real Madrid realizou 645 passes contra 327 do Liverpool. Os reds só tiveram mais faltas cometidas (18 a 5) do que os blancos.

Por fim, as falhas de Karius, a polêmica lesão de Salah e a noite histórica de Bale sacramentaram o primeiro tricampeonato da Liga dos Campeões desde o Bayern de Munique nos anos 70, e o único da era moderna da competição (1992 – presente).

Escalações da final da Kiev

Real Madrid: Keylor Navas; Carvajal (Nacho Fernández), Varane, Sérgio Ramos, Marcelo; Casemiro, Modric, Kroos e Isco (Gareth Bale); Benzema (Marco Asensio) e Cristiano Ronaldo. Treinador: Zinedine Zidane.

Liverpool: Karius; Alexander-Arnold, Dejan Lovren, Van Dijk, Robertson; Wijnaldum, Henderson, Milner (Emre Can); Salah (Adam Lallana), Firmino e Mané. Treinador: Jürgen Klopp.

Os dois confrontos no Grupo B da Champions 14/15

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.
A primeira partida entre os clubes naquela fase de grupos terminou com 3 a 0 para o Real Madrid.

Antes da final, os times se enfrentaram pela edição 2014/2015 da Liga dos Campeões ainda na fase de grupos, pelo grupo B. Ambos os confrontos foram vencidos pelo Real Madrid, que foi até a semifinal dessa edição, enquanto o Liverpool não passou da fase de grupos, ficando atrás do Basel, time suíço, que ocupou a segunda colocação, e do próprio Real Madrid, que ficou com a liderança. O confronto marcou a primeira vez que Cristiano Ronaldo fez gol contra o Liverpool em Anfield, na quinta vez que o português visitava os Reds.

No dia 22 de outubro de 2014, o Real Madrid abriria os confrontos entre os madridistas e os Reds, visitando Liverpool e saindo com uma vitória de 3 a 0. Os gols foram marcados por Karim Benzema, duas vezes, e Cristiano Ronaldo. Pepe, Marcelo e Kroos deram assistências.

Escalações da ida da fase de grupos de 2014/15

Real Madrid: Casillas; Arbeloa, Varane, Pepe, Marcelo (Nacho Fernández); Kroos (Illarramendi), Modric, James Rodríguez, Isco; Benzema e Cristiano Ronaldo (Khedira). Treinador: Carlo Ancelotti.

Liverpool: Mignolet; Glen Johnson, Lovren, Skertel, Alberto Moreno; Henderson (Emre Can), Coutinho (Lazar Markovic), Gerrard, Joe Allen; Balotelli (Lallana) e Sterling. Treinador: Brendan Rodgers.

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.
No Bernabéu, em novembro de 2014, o Liverpool perdeu pelo placar mínimo: 1 a 0.

O segundo confronto não ocorreu muito tempo depois. No dia 4 de novembro de 2014, o Liverpool visitava o Real Madrid, mas voltaria à Inglaterra com uma melancólica derrota por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Karim Benzema, com assistência de Marcelo. O time de Madri terminaria a fase de grupos com 6 vitórias nos 6 jogos, 16 gols marcados e 2 sofridos, e só seria eliminado, por fim, pela Juventus na semifinal. O Liverpool, em contrapartida, amargou um terceiro lugar no grupo com 3 derrotas, 2 empates e apenas 1 vitória. Na Europa League, o Besiktas, da Turquia, eliminou os Reds nos pênalits, logo nos 16 avos de final.

Escalação volta da fase de grupos de 2014/15

Real Madrid: Casillas; Arbeloa (Nacho Fernández), Varane, Sérgio Ramos, Marcelo; Kroos, Modric, James Rodríguez (Gareth Bale), Isco; Benzema (Chicharito) e Cristiano Ronaldo. Treinador: Carlo Ancelotti.

Liverpool: Mignolet; Javier Manquillo, Kolo Touré, Skertel, Alberto Moreno; Lucas Leiva (Gerrard), Emre Can (Coutinho), Lallana, Joe Allen; Lazar Markovic (Sterling) e Fabio Borini. Treinador: Brendan Rodgers.

Três primeiros confrontos e a ampla vantagem do Liverpool

Por mais que os 3 últimos confrontos favoreçam o Real Madrid, os 3 primeiros são muito favoráveis ao time do Liverpool: 3 vitórias, 6 gols marcados, nenhum sofrido e um título conquistado.

O primeiro confronto entre Real Madrid e Liverpool

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.
A primeira vez na história em que Real Madrid e Liverpool se enfrentaram foi em uma final da Liga dos Campeões, em 1981.

A final da Liga dos Campeões de 1980/1981, o mundo presenciava pela primeira vez um duelo entre Real Madrid e Liverpool. Ainda com o nome de Copa dos Campeões da Europa, o Real já era o maior campeão da competição, com 6 títulos em 9 finais disputadas até então, enquanto o Liverpool estava empatado com o Nottingham Forest como o maior campeão inglês da competição com 2 conquistas nas duas finais que disputou.

O jogo foi no Parque dos Príncipes, em Paris, na terceira final que o estádio recebia, em 27 de maio de 1981.Muito disputado e as duas equipes se anularam taticamente, com o Liverpool mantendo a posse e o Real Madrid apostando na defesa com saídas mais rápidas. Dalglish, melhor jogador dos ingleses, não chegou 100% no jogo e vinha de várias semanas sem treinar, enquanto o lateral Alan Kennedy se recuperou de uma fratura no pulso. Laurie Cunningham, atacante do Real Madrid, também não estava 100% e não jogava desde novembro de 1980.

Por fim, aos 35 minutos do segundo tempo, o gol de Alan Kennedy após cobrança de lateral de Ray Kennedy decidiu a partida. A partida acabou com o placar de 1 a 0 e, portanto, o treinador Bob Paisley se tornou o primeiro a vencer três vezes a Liga dos Campeões.

Escalações daquela final de 1981

Liverpool: Ray Clemence; Phil Neal, Phil Thompson, Ray Kennedy; Hansen, Alan Kennedy; Sammy Lee, McDermott, Souness; Dalglish (Jimmy Case) e David Johnson. Treinador: Bob Paisley.

Real Madrid: Augustín; Rafael García (Francisco Pineda), Navajas, Sabido, Camacho; Del Bosque, Ángel, Stielike; Juanito, Santillana, Cunningham. Treinador: Vujadin Boskov.

28 anos depois e um baile do Liverpool no confronto

A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.
A ida no Santiago Bernabéu terminou com vitória red pelo placar mínimo.

Na temporada 2008/2009, Liverpool e Real Madrid se encontrariam mais uma vez pela Liga dos Campeões nas oitavas de final do torneio. Bem como no primeiro confronto, o resultado foi favorável ao Liverpool, que venceu os dois jogos, por 1 a 0 na Espanha e 4 a 0 na Inglaterra, totalizando um incrível resultado de 5 a 0 no agregado e avançando na competição.

O Real Madrid foi segundo colocado no grupo que tinha Juventus, que ficou com a liderança, Zenit e BATE, terceiro e quarto lugares respectivamente. O Liverpool teve a melhor campanha da fase de grupos da Champions e acabou conquistando o primeiro lugar no grupo com Atlético de Madrid, que ficou em segundo lugar, Olympique de Marseille e PSV. Portanto, por ter sido o primeiro de seu grupo, o Liverpool ficou com a vantagem de decidir em casa.

No dia 25 de fevereiro de 2009, o Liverpool visitava o Real Madrid pelas oitavas de final da Champions League. Apesar de dominar o jogo no primeiro tempo, o Real Madrid não conseguiu abrir o placar, e o jogo foi decidido aos 37 minutos do segundo tempo, com um gol de cabeça do meia israelense Yossi Benayoun, após o brasileiro Fábio Aurélio deixá-lo livre com uma cobrança de falta. O Liverpool deixava Madri com uma grande vantagem ao vencer o time da casa por 1 a 0, portanto tinha a vantagem do empate para o jogo de volta.

Escalação da ida das oitavas de 2008/9

Real Madrid: Casillas; Sérgio Ramos, Cannavaro, Pepe, Gabriel Heinze; Robben, Diarra, Gago, Marcelo (Guti); Raúl, Higuaín. Treinador: Juande Ramos

Liverpool: Pepe Reina; Arbeloa, Skertel, Carragher, Fábio Aurélio; Xabi Alonso, Mascherano; Benayoun, Kuyt, Riera; Fernando Torres. Treinador: Rafa Benítez.

Casillas brilhou nas oitavas de 2008/9, apesar do Real Madrid não ter levado a melhor naquele jogo em Anfield. A história dos confrontos entre Real Madrid e Liverpool.
Aquela partida em Anfield que terminou com um 4 a 0, ficou marcado por defesas incríveis de Casillas.

O jogo de volta foi realizado em Liverpool, no dia 10 de março de 2009. O time inglês poderia se classificar com qualquer empate ou vitória, enquanto o Real Madrid precisaria vencer o jogo por 1 a 0 para levar o jogo à prorrogação ou vencer marcando mais de um gol para se classificar.

O resultado final não foi nada feliz para o time espanhol: o Liverpool goleou o Real Madrid por 4 a 0 e, desse modo, avançou às quartas de final pela quarta vez em cinco anos com Rafa Benítez em seu comando. O Liverpool abriu o placar aos 15 minutos do segundo tempo com Fernando Torres, então Gerrard fez o segundo, de pênalti, aos 28 minutos da primeira etapa e o terceiro logo no primeiro minuto da segunda etapa. Dossena finalizou a goleada aos 43 do segundo tempo.

Contudo, mesmo com a goleada, o goleiro do Real Madrid, Iker Casillas, foi um dos melhores jogadores da partida e fez grandes defesas. Em seguida, o Liverpool encerraria sua participação naquela edição de Champions logo na fase seguinte, caindo para o rival Chelsea nas quartas de final. O treinador do Real Madrid, Juande Ramos, sairia do clube logo depois do fim daquela temporada.

ESCALAÇÃO DA VOLTA DAS OITAVAS DE 2008/9

Liverpool: Pepe Reina; Arbeloa, Skertel, Carragher, Fábio Aurélio; Xabi Alonso (Lucas Leiva), Mascherano; Kuyt, Gerrard (Spearing), Ryan Babel; Fernando Torres (Dossena). Treinador: Rafa Benítez.

Real Madrid: Casillas; Ramos, Cannavaro, Pepe, Gabriel Heinze; Robben, Diarra, Gago, Sneijder; Raúl, Higuaín. Treinador: Juande Ramos.

Retrospecto final de muito equilíbrio

Os dois times apresentam uma história de muito equilíbrio. Cada um venceu 3 jogos seguidos, com 7 gols marcados e 7 sofridos para ambos. Os dois conquistaram um troféu de Champions League sobre o outro, além de se eliminarem em duas ocasiões: o Liverpool eliminou o Real Madrid nas oitavas em 2009, enquanto as duas vitórias do Real Madrid sobre o Liverpool em 2014 foram determinantes para a eliminação dos Reds na fase de grupos.

O artilheiro do confronto, então, pertence ao Real Madrid: Karim Benzema tem 4 gols marcados nos confrontos, marcando em todas as vezes que encontrou o Liverpool com a camisa do Real Madrid. Em segundo lugar, Bale e Gerrard estão empatados com 2 gols. O único jogador a atuar nos dois lados nesse confronto foi o lateral espanhol Álvaro Arbeloa.

No atual confronto, o Real Madrid recebe o Liverpool no dia 6 de abril para abrir o confronto, enquanto a decisão será na Inglaterra, no estádio de Anfield em 14 de abril.