Carlo Ancelotti definiu temporada do Real Madrid como muito boa e avaliou que o clube está perto do máximo com possível título da Champions

Antes de tudo, Real Madrid e Liverpool duelam pela final da Champions League neste sábado (28), às 16h (Brasília), no Stade de France. Dessa forma, Carlo Ancelotti atendeu aos meios de comunicação na coletiva de imprensa analisando o confronto.

Assim, Ancelotti disse: “Vivo este momento com naturalidade. Esta partida é um grande sucesso para nós. Sabemos a exigência e história deste clube e para nós chegar aqui foi muito importante. Estamos convencidos que a temporada foi muito e estamos muito perto de conquistar o máximo e tentaremos tudo. O ambiente está bem e tranquilo. Esta equipe administra muito bem este tipo de partida. Os veteranos ajudam aos jovens a ter um ambiente muito bom e com muita confiança”.

Pouco depois, questionado sobre o nervosismo, Carlo declarou: “Desfruto muito do que estou vivendo com este clube e jogadores. Continuo desfrutando. Estou muito feliz e tranquilo. Amanhã pela tarde sei que chegará um pouco de preocupação, mas isto se combate com a cara dos jogadores que me dão muita confiança”.

https://twitter.com/realmadrid/status/1530243687057326090?s=20&t=YTemqMX2XqZYyTExRS3a-g

Em seguida, o treinador italiano comentou acerca de estratégia: “Temos que planejar uma partida para demonstrar nossas qualidades. Durante a temporada, tivemos um compromisso de grande coletividade, qualidade individual e os jogadores que foram entrando marcaram a diferença. Tudo isso temos que mostrar amanhã. O Liverpool vai planejar uma partida intensa e muito vertical. No fim, a partida estará aí. Quem demonstrar sua qualidade, ganhará”.

Confira outras declarações de Ancelotti

História do Madrid: “Merecemos chegar a final. Para ganhar, no futebol de hoje, não é suficiente a qualidade individual. Há que mostrar todos juntos, com o compromisso de equipe que mostramos. Além disso, a história deste clube nos empurrou em momentos de dificuldade e por isso merecemos chegar a final. Porém, para ganhar, temos que merecer amanhã, não há outra maneira”.

Diferença com La Décima: “Cada partida tem sua história e sua estratégia. O que vejo é a mesma motivação e um pouco de menos preocupação, porque a partida de Lisboa era para todo o madridismo a chave de todos os sucessos dos últimos anos. Assim, é uma prévia distinta da de Lisboa”.

Benzema: “Respeito a minha primeira etapa, acredito que tem mais personalidade e liderança dentro e fora de campo. Não mudou sua qualidade que segue sendo top, nem sua humildade”.

Condição física: “Se um jogador tem lesão, então não pode jogar. Se jogam os jogadores do Liverpool é porque não têm lesões. Pode ser que não treinaram totalmente nos últimos dias, mas isso não vai afetar no resultado. É a última partida da temporada e assim vão dar tudo”.

Finais anteriores: “Tenho boa memória de todas finais. É um pouco estranho pensar que a final que joguei melhor contra o Liverpool em 2005, perdi. Em uma final, pode acontecer tudo e temos que estar preparados para isto. Tivemos tempo para preparar e creio que chegamos muito bem neste momento, vamos dar o melhor que temos. Não estou convencido de que seja suficiente para ganhar, porque o futebol é algo que não se pode controlar. Porém, é a final e a prévia é o momento muito bonito que há que aproveitar até que o árbitro apite”.

Escalação decidida, mas não revelada

Por fim, Carlo Ancelotti mencionou ter a escalação da final decidida. Todavia, não revelou na coletiva.

“Tenho a escalação decidida. Não disse a eles e não posso dizer aqui”.