Roberto Martínez, técnico da seleção nacional da Bélgica esteve na cerimônia de sorteio da Nations League e, em entrevista, comentou sobre a situação da lesão de um dos protagonistas de sua seleção, se mostrando totalmente ciente de tudo o que pode acontecer com Eden Hazard.
“O Eden é muito calmo e muito positivo. Os serviços médicos do Real Madrid estão muito felizes com a possibilidade da operação e daqui por diante tem que ir passo a passo”, disse.

Questionado sobre o retorno de Hazard antes desta atual lesão, que carregava uma grande satisfação de toda a torcida e, também, de Zinedine Zidane, ele disse: “Ele teve muito azar. Ao longo da temporada ele perderá mais de 20 jogos quando se olha para as estatísticas, percebe que Eden apenas parou de jogar. Nos últimos oito anos no Chelsea, ele não perdeu o tanto que já foi perdido nesta temporada. É algo que está ligado ao jogador”.

Martínez se mantém positivo. “O que precisamos fazer é que volte [Hazard] ainda mais forte e com mais vontade de vencer mais jogos com o Real Madrid e com a seleção, e tenho certeza de que será assim”. Também tem certeza de que Eden estará na Eurocopa em junho. “Sem dúvida estará. Os prazos são impossíveis de determinar sobre a recuperação, porque é preciso ver a operação e a partir daí determinar os prazos. As duas primeiras semanas importantes, mas conhecendo Eden e como ele trabalha em outros pequenos ferimentos que teve, com certeza que temos conosco. Vamos vê-lo com a camisa do Real Madrid antes do time”, declarou.

Ainda durante a mesma entrevista ele falou brevemente sobre o goleiro Thibaut Courtois, que está tendo uma temporada com números brilhantes depois do difícil começo em Madri. Sobre Courtois ele disse: “Nunca houve dúvida ou preocupação para nós. Thibaut estava preparado para ir ao projeto do Real Madrid. Ele chegou como o melhor goleiro da Copa do Mundo e, como em outros casos, quando você chega a um novo clube, há um período de adaptação ou período mais complicado que o outro. Ele estava perfeitamente preparado e está demonstrando isso agora. É uma alegria vê-lo gostar do futebol e vê-lo dando o nível que sempre deu na seleção “