Ancelotti não esconde que pode fazer rotações no time contra o Osasuna; Lunin é um dos que podem aproveitar a chance

Carlo Ancelotti pretende fazer novos experimentos para esta quarta-feira (27), quando o Real Madrid recebe o Osasuna, no Santiago Bernabéu. Pois diante de um desgaste físico da alta sequência de jogos, o treinador pretende rotacionar o elenco como explicou na entrevista coletiva.

Assim, um dos jogadores que podem aproveitar a chance é o goleiro Andriy Lunin. O ucraniano não é utilizado com frequência, mas pode ser escalado como informou a imprensa espanhola, após um pequeno problema físico com Thibaut Courtois no El Clásico.

“As rotações são feitas por diferentes motivos. Devido ao cansaço, à estratégia … Avalio mais tarde”, destacou o treinador.

Apesar disso, o italiano mostra confiança em seu elenco para competir contra um dos melhores visitantes da competição nacional. Na visão de Carlo, a tendência é que seja um jogo difícil mesmo jogando em casa.

“O Osasuna é uma boa equipe, que tem uma boa dinâmica, que joga um futebol intenso, que se defende bem… É perigoso na zona rival e a classificação fala bem. Pode ser um jogo difícil”, destacou.

Confira mais declarações do técnico:

Críticas ao jogo depois do El Clásico: “Compreendo as críticas porque todos podem ter uma opinião. Disse que não jogamos perfeitamente, mas fizemos um jogo inteligente, o que tínhamos pedido”.

Como o Vini deve melhorar: “O que mais gosto é que ele tenta sempre que pode, que o faz com intensidade. Ele, independentemente da qualidade, trabalha muito. Ele tem que melhorar sem a bola, mas é humilde e ele gosta de trabalhar”.

Conselho ao Vinicius: “O jogador está focado. É jovem e em alguns momentos perde a concentração com os torcedores. Digo-lhe que tem de se concentrar no jogo e não no ambiente envolvente”.

Trabalho de Ancelotti: “O que menos trabalho é a motivação e o aspecto ofensivo, onde deixo muito a criatividade. O que se destaca é a criatividade com a bola”.

“Hazard não tem status de estrela porque teve muitas lesões”

Posição de Hazard: “Ele pode jogar no 4-3-3 na esquerda ou 4-4-2 acima ou atrás do ponto. Ele está pronto para jogar, mas o problema é que há um treinador que aposta nos outros jogadores”.

Hazard, sem status de estrela: “Ele não tem esse status porque já teve muitas lesões e aos poucos vai ter a sua melhor versão. Tenho a certeza que nesta época veremos a sua melhor versão e vai jogar mais do que ele está fazendo agora. Hazard tem tudo: qualidade, motivação… Ele tem que aguentar, o que acontece é que às vezes o treinador prefere outros jogadores”.

Bale e sua situação: “Gareth Bale está com alta do médico desde ontem e acho que em uma semana ele poderá treinar com a equipe. Talvez ele possa estar contra o Rayo Vallecano”.

A volta de Mendy: “O Mendy é um excelente zagueiro, que trabalha bem na lateral, rápido… Ele saiu bem da lesão, mas acho que vai melhorar ainda mais. Ele tem uma intensidade extraordinária e agora está se regulando um pouco”.