Treinador do Real Madrid destacou a mudança de postura da equipe

Após a vitória de virada sobre o Sevilla por 3 a 2 pela LaLiga, Carlo Ancelotti compareceu à sala de imprensa do Estádio Ramon Sánchez Pizjuán e destacou que a chave para a conquista da vitória foi a mudança de postura na segunda etapa: “A culpa do primeiro tempo foi do treinador. A segunda etapa foi a qualidade dos jogadores que fez a diferença. Nós não perdemos a cabeça”.

Confira demais declarações de Ancelotti

Mudança de Postura: “A culpa do primeiro tempo foi do treinador. A segunda etapa foi a qualidade dos jogadores que fez a diferença. Nós não perdemos a cabeça no segundo tempo. Ajustamos algumas coisas. O time não estava compacto na recuperação. Mudamos três coisas. No primeiro tempo o time parecia cansado. Mas na segunda etapa foi espetacular no quesito intensidade”.

Arbitragem: “Eu não consigo entender a diferença entre a mão de Diego Carlos e Vinicius. As coisas que são difíceis de entender. Na segunda etapa colocamos um grande nível de intensidade e concentração. Essa equipe não me surpreende, mas essa segunda parte me deixa orgulhoso. Apenas tenho que agradecer a esses jogadores”.

Gol anulado de Vinícius: “Eu vi o lance ao vivo e para mim não pareceu que houve mão. Eu entendo que talvez seja complicado avaliar situações assim, mas me pareceu muito claro que não houve mão”.

Entrada de Rodrygo como uma cartada extra: “Isso é o que diz a estatística. Rodrygo vai ser um grande jogador. Está claro que ele fez diferença muitas vezes, assim como Camavinga quando entra. Nós trabalhamos para que todos façam a diferença quando o jogo começa. E acho que também é uma questão da idade. Dessa forma, Rodrygo fez um segundo tempo incrível”.