Após ficar emprestado por uma temporada ao Chelsea, um acordo entre o clube londrino e o Real Madrid deve ser finalizado ainda nesta semana para que Mateo Kovacic fique em definitivo na terra da Rainha. De acordo com a Sky Sports, os ingleses devem abrir os cofres e pagar €50 milhões (R$ 218 milhões), entre valor cheio e bônus ao clube merengue.
Ainda segundo a rede de televisão inglesa, o acordo deverá ser assinado no próximo sábado (29). O contrato estará passando por revisão e precisam de alguns detalhes para ser concluído e finalizar a operação.
Kovacic estava emprestado e tampouco voltaria para o Real Madrid, onde perdeu completamente seu espaço ao dar declaração de que queria deixar o clube no início da temporada passada. Mesmo com a volta de Zinedine Zidane, o croata não estaria nos planos do técnico francês.
Outro ponto a ser detalhado é que o Chelsea vive um imbróglio, já que foi punido recentemente e perdeu o direito de contratar jogadores até que o julgamento fosse concluído. Entretanto, vale ressaltar que o negócio entre Chelsea-Real Madrid aconteceu antes do clube sofrer a sanção e desta maneira, a extensão da negociação estaria válida e o Chelsea podendo assim, firmar a permanência do meio-campista.

Cofres abastecidos

Kovacic deve ser tornar a segunda venda garantida do Real Madrid nesta janela de transferências. A primeira foi Marcos Llorente, que permaneceu em Madri, mas mudou de clube, acertando com o Atlético de Madrid por €40 milhões.
No início de julho, mês que abre em definitivo a janela de transferências, o Real Madrid deverá oficializar algumas outras saídas, como a de Kovacic, James Rodríguez, Borja Mayoral e Raúl de Tomas. Nestas vendas, o clube merengue espera arrecadar aproximadamente €175 milhões.