Sergio Ramos afirmou que aceitaria a oferta, mas ficou surpreso ao descobrir que a oferta tinha prazo de validade e expirado o tempo de resposta

A trajetória de Sergio Ramos no Real Madrid teve um ponto final, mas somente em entrevista coletiva nesta quinta-feira (17) é que os detalhes da negociação foram expostos pelo atleta que ficou tentado em aceitar a oferta de renovação oferecida para o clube, mas alegou que não sabia que o documento tinha prazo de validade, após longos período de conversa – foram 6 meses.

O zagueiro argumentou em suas falas que gostaria de receber dois anos de contrato, furando a política interna do clube que oferece um ano de contrato para jogadores acima dos 30 anos. Contudo, Ramos disse que aceitaria, mas foi pego de “surpresa” pela validade da oferta.

“Eu nunca quis sair do Madrid, esse foi meu propósito. O clube me ofereceu a renovação, mas ficou parada por causa da covid. Agora o clube me faz uma ofera de um ano e uma redução de salário. Só pedi mais dois anos. A questão não é sobre dinheiro. Nesse momento, aceito a oferta com redução e o clube me diz que não há mais oferta. Dizem que a oferta tinha validade e eu não tinha descoberto”.

O atleta também evitou dizer se houve uma má conduta do clube nas negociações, mas resumiu que “há coisas na vida que não podem ser mudadas”.

Ramos salientou que buscaria um acordo e que a decisão havia sido tomada. “As condições têm variado de acordo com as duas partes. Nesse ponto, uma decisão tinha que ser tomada. Quando aceitei, fiquei surpreso que a oferta tivesse expirado”.

“Não sei porque a renovação do Ramos tem prazo de validade. São reuniões privadas que não vou revelar. Mas ficamos surpresos e quando me foi comunicado eu disse que aceitava. Aparentemente já era tarde. Mas não guardo rancor nem quero confrontos. Fico com esta sendo a minha família”.

Veja mais detalhes da despedida de Ramos:

Havia opção de um ano a mais nessa oferta?: “A única diferença era um ano de diferença. E quando aceitamos a oferta era um ano com redução… mas tinha prazo de validade”.

Você disse que eles planejam sem você?: “Nenhum jogador está acima de qualquer planejamento, mas a minha negociação foi independente. Eu disse que eles planejavam sem mim, sim, mas pensei que o meu estava indo para o outro lado”.

A renovação era uma prioridade: “Não sei, o clube tem as suas prioridades. Não sei quais são as prioridades porque não está ao meu alcance”.

Pela porta da frente: “Teria gostado de me sentir apoiado pelos torcedores. Mas fui apoiado pelo clube por toda esta despedida. Sinto-me um privilegiado pelo amor que me deram”.

Você se arrepende de alguma coisa em seu relacionamento com o presidente?: “De jeito nenhum. Quando você compra a marca Sergio Ramos é assim mesmo. Minha relação com o presidente é extraordinária. Sempre serei grato. Nunca farei uma declaração contra ele. Vou manter o amor, com o último abraço ele me deu. Me deu momentos incríveis. Não quero confrontos com ninguém”.

Seus sentimentos: “Eu teria gostado de ver que tinha mais anos… tive que viver essa fase, mas se você estender no tempo… Na chegada eu teria assinado para viver tudo isso. 15 anos maravilhosos e alguns meses piores nos últimos. Hoje é um até mais, mas o Ramos vai voltar, não duvidem”.

Com que palavra ou palavras define a sua carreira: “Com pureza. Deixei a minha alma e a minha vida por Madrid. Espero que se lembrem de mim como uma pessoa íntegra”.