C. D. Tacón, time que ascendeu a Liga Iberdrola na última temporada, treinará em Valdebebas para iniciar transição

“El Mundo” informou no último sábado (22) e o próprio Real Madrid divulgou em comunicado oficial nesta terça (25) que o clube acertou as papeladas e o valor para a compra oficial do C.D. Tacón, equipe de futebol feminina que foi promovido a Liga Iberdrola (1ª Divisão Espanhola Feminina) na próxima temporada. Equipe passará por 1 ano de transição até se transformar em Real Madrid em junho de 2020.

Demorou, mas aconteceu. Como prometido por Florentino Pérez em assembleia de sócios há dois anos, o Real Madrid tem uma equipe de futebol feminino. O acordo de transição gira em torno de 500 mil euros e deve ser assinado após a próxima assembléia de sócios. Betis, Valencia e Sevilla entraram para a Liga Iberdrola da mesma forma, comprando equipes femininas que pertenciam a primeira divisão. Todo o time do C. D. Tacón, desde jogadoras até comissão técnica, incorporarão o clube merengue e passarão a treinar em Valdebebas, dividindo CT com a equipe masculina e as categorias de base. Elas disputarão seus jogos no Estádio Alfredo Di Stefano.

O período de quase um ano, de julho de 2019 até junho de 2020, servirá para acertar os detalhes da transição e adaptar jogadoras e comissão a nova realidade. Mudanças no elenco e na equipe técnica podem acontecer sob supervisão de Ana Russell (presidente e fundadora do Tacón) mas não devem ser de nível galático como espera a torcida.

A cautela com a transição foi uma exigência de ambos os presidentes. Faz parte do projeto do clube um investimento de 2 milhões de euros em salários, mas as contratações galáticas só chegarão após toda a mudança se dar por completa e tudo estar funcionando no CT entre masculino, feminino e bases (masculinas e femininas).

Fora as adaptações ao centro de treinamento, horários, jogos, integração entre feminino e masculino, os próximos 330 dias servirão também para negociação de contratos, um dos principais será com o fornecedor de material esportivo – atualmente a Keppa apoia o Tacón, mas não se sabe se o Real Madrid manterá esta parceria ou buscará na Adidas um novo contrato.

Um plano antigo que vai virar realidade

A compra do Tacón já estava nos planos do Real Madrid, que aguardava apenas a ascensão do clube à Primeira Divisão do Campeonato Espanhol Feminino, o que aconteceu na última temporada.

Clube Deportivo Tacón tem atualmente uma equipe principal, o Juvenil A e B, e o Infantil A e B, exatamente como o clube merengue planejava. No plantel principal são atualmente 20 jogadoras, com destaque para Gema Arenas – camisa 10 que veio do Atlético de Madrid. Atualmente a equipe é treinada por David Aznar, treinador com passagens pelas categorias de base e femininas de Real Madrid, Atlético de Madrid, Leganes e Getafe CF.

Em setembro de 2016, segundo registro do nosso blog, o Real Madrid já tinha a intenção de realizar a compra do C. D. Tacón. O projeto passava pelas mãos da então treinadora Ana Rossell – que tem ligação com profissional com a empresa de René Ramos, irmão do capitão merengue Sergio Ramos.

A intenção era que o Tacón se convertesse em Real Madrid no Verão de 2018, mas a equipe não conseguiu o acesso a primeira divisão e o projeto foi adiado. Na assembleia de sócios em 2017, Florentino Pérez confirmou que este seria o próximo grande passo do clube, a criação de uma equipe feminina – mas indicou que isso aconteceria pelas categorias de base.