Pular para o conteúdo

Ancelotti: “De longe, o pênalti me pareceu bastante claro”

Técnico italiano repassou os acontecimentos em campo e também falou sobre pênalti polêmico

O Real Madrid derrotou o Valencia por 4 a 1 neste sábado (8) no Santiago Bernabéu em partida válida pela 21ª rodada de LaLiga. Após o jogo, o técnico Carlo Ancelotti falou com a imprensa e respondeu entre outras coisas, sobre o polêmico pênalti.

Desempenho de Marco Asensio: “Ele jogou muito bem, concordo com os elogios. A situação é simples, se joga bem joga os 90 minutos. Se estiver mal, joga 45. Hoje, foi tão bem quanto Benzema e Vinícius”.

Queixas do Valencia em sua conta oficial no Twitter: “Não posso responder, porque não vi a jogada. Não vi nada ainda da partida (replays). De longe, me pareceu bastante claro, mas de verdade, eu não sei o que aconteceu”.

Sobre o peso da palavra ‘roubo’ no futebol: “Não sei o que dizer, tenho que avaliar a partida. Jogamos bem e merecemos ganhar. É verdade que abrimos o placar com um pênalti, e isso nos ajudou, mas fizemos uma partida completa. No início não marcamos bem os espaços e por isso, eles nos pegaram com alguns contra-ataques. Mas logo, criamos oportunidades”.

Ancelotti e Real Madrid querem a supercopa

Jogadores não-vacinados não entram em território árabe: “Toda a minha equipe está vacinada, pelo que eu sei. Temos que avaliar somente as situações de Mariano e Bale. Mas o resto… Carvajal está bem, começará a treinar nesta segunda. Jović também, porque deu negativo para Covid”.

Se com o tridente Asensio-Vinícius-Benzema o time aspira ganhar a Champions: “Penso que temos de olhar partida por partida, de acordo com o momento dos jogadores. Vinícius voltou bem, sem se destacar muito nos dribles, mas preparado para fazer os gols. Marcou gols de centroavante, de atacante de área. Karim é sempre o mesmo. Competiremos sempre, seja com Asensio ou Rodrygo. Temos de pensar que Rodrygo foi muito bem quando jogou”.

Distância para o Barcelona em LaLiga e o confronto na Supercopa: “O Barcelona sempre será um rival para o Real Madrid, por isso se chama ‘clássico’. Portanto, um clássico sempre será um clássico. É possível que teoricamente sejamos favoritos, mas logo temos a prática e a prática acontece no campo. As partidas começam 0 a 0 e logo, cada equipe tem as suas oportunidades. É uma competição importante, a primeira da temporada e cada equipe quer vencer. Nós também queremos. Se somos favoritos ou não, não importa, concluiu”.