Ancelotti projeta El Clásico: “Encaramos com máxima confiança”

Carlo Ancelotti analisou o momento do Real Madrid e o que espera da sua equipe no El Clásico

Antes de mais nada, Real Madrid e Barcelona se encaram neste domingo (24) no Camp Nou às 11h15 (horário de Brasília) pela LaLiga. Dessa forma, o técnico Carlo Ancelotti concedeu entrevista para a RealMadrid TV falando sobre o que espera do confronto e como tem sido a preparação.

Assim, Carlo definiu: “Os jogadores já sabem o que significa jogar El Clásico. Encaramos com máxima confiança e tranquilidade.”

Além disso, o italiano caracterizou a partida como especial: “São partidas especiais. Em cada país há duas partidas especiais como Inter contra Milan, Chelsea e Tottenham, Bayern e Dortmund. É uma partida especial para a Espanha e El Clásico é o mais importante para todas as torcidas. Não é uma partida normal e minha maneira de prepará-lo é com máxima tranquilidade e concentração.”

Confira outras declarações de Ancelotti

Compromisso dos jogadores: “Gosto do compromisso de todos, vejo cada dia nos treinamentos. A equipe está focada. Não passamos por momentos fantásticos, mas vejo os jogadores ligados, com boa concentração e motivação para treinar cada dia. Contra o Shakhtar foi nossa melhor partida, jogamos muito bem e devemos continuar nesta linha.”

Estratégias: “Para nossa equipe o mais importante é sempre defender bem, tanto em bloco baixo, como médio e muito alto. É mais fácil para nós, por nossas características, defender com um bloco baixo porque é muito mais perigoso fazer contra-ataques com os jogadores que temos no ataque.”

Defesa: “Defender bem é a chave para tudo. Todas as partidas que terminamos sem sofrer gols ganhamos. O problema desta equipe não é marcar gols, mas sim não sofrer. Por isso, na maioria do tempo, tento focar neste aspecto.”

Estado físico dos jogadores: “Estamos bem e os jogadores voltaram bem depois da partida contra o Shakhtar. Penso que Carvajal e Hazard estarão de volta. Temos tempo para preparar El Clásico tanto ao nível físico como tático.”

Recordações: É muito fácil. A corrida de Bale na final de 2014. Foi uma partida muito difícil, que jogamos muito bem e que Cristiano Ronaldo não estava por causa de lesão. Defendemos muito bem, porém isso não significa que não tenha que atacar, e sim que quando não tiver a bola, tem que defender bem.”