Em coletiva, Ancelotti ‘manda recado’ a Xavi e fala sobre principais temas do Real Madrid

O Real Madrid entra em campo neste domingo (17), às 16h (Brasília), contra o Sevilla pela LaLiga. Com isso, Carlo Ancelotti atendeu os repórteres em Valdebebas a um dia do duelo para falar sobre a partida fora de casa. Entre vários assuntos, o treinador italiano respondeu as declarações de Xavi, de que o mais importante para o Barcelona é jogar bonito.

“Todo mundo tem sua opinião. A minha é jogar bem com e sem a bola. Se você tem uma fase na defesa boa ou muito boa, não significa que você está jogando bem se não estiver indo bem com a bola. E ao contrário também”, apontou.

“Jogar bem significa fazer bem as duas coisas. O futebol ataca e defende. Pode ser feito com um bloco de baixa, média ou alta pressão. Isso é futebol para mim e ninguém pode mudar minha mente. Eu escuto muito…, mas para mim o Atlético defendeu muito, muito bem contra o City e depois conseguiu fazer mais com a bola, mas a defesa foi muito, muito boa”, completou.

Demais declarações de Ancelotti

Críticas: “Temos um objetivo muito importante e estamos focados nisso. Não me importo se dizem que jogamos bem ou mal, me importo que o time possa competir até o final e lutar para conquistar títulos. Estamos focados nisso, que é a realidade. Podem dizer que nós vencemos mais pelo Benzema e é verdade, mas apenas uma das verdades. A realidade é que queremos vencer e lutamos para conquistar títulos”.

Camavinga: “Está evoluindo, evoluiu. Ele tem muita qualidade e assim vem melhorando, contribuindo muito… Às vezes foi difícil para ele quando a temporada começou, mas agora ele tem muito mais qualidade e confiança, e dá o que o time precisa no meio-campo. Ele fez a diferença quando entrou contra o Chelsea, assim como contra o PSG… Ele está melhorando muito, muito rapidamente”.

Vantagem na LaLiga: “Precisamos vencer. Todos estão esperando pelo nosso vacilo e então esperamos que não venha. O importante é somar enquanto houver Liga. Todo jogo pode ser uma armadilha. O Sevilla ainda luta para conquistar o título e ficar entre os quatro primeiros. Estamos preparados”.

Militão, Kroos e elenco

Fase de Militão: “Tem me surpreendido muito. Eu não o conhecia muito bem e fiquei surpreso com seu nível, sua qualidade… Ele tem espaço para melhorar. O que ele fez foi muito bom, mas ele pode melhorar na concentração. Ele tem um nível físico de primeira, é muito rápido, muito forte com a cabeça e no mano a mano. Ele pode ficar melhor na leitura de situações defensivas, pois às vezes confia demais em seu físico. Tem me surpreendido muito. Ele está tendo uma temporada espetacular”.

Kroos irritado com substituição contra o Chelsea: “É um aspecto que eu tenho que considerar, que eu tenho que avaliar. A serenidade dos jogadores é muito importante, dedico tempo a isso. O que aconteceu com Kroos não me incomodou. Ele ficou bravo com o treinador, não com a pessoa. Não preciso falar, já nos olhamos na cara e pronto. Não tenho problemas com ele porque, além do esporte, é uma pessoa de altíssimo nível. Assim, não preciso falar com ele ou pedir explicações. Tudo acabou depois do jogo”.

Condição física do plantel: “Eu vejo isso muito bem. Tivemos a perda de Marcelo e Mendy para o Sevilla, embora não sejam coisas muito sérias. A equipe está indo bem, está mostrando isso, também na prorrogação contra o Chelsea, onde sofremos menos do que nos 90 minutos. Nós temos energia. Alguns jogadores nos ajudaram contribuindo em um nível energético. Parece que podemos chegar ao fim em boas condições”.

Mais sobre Xavi e Vinicius Tobias treinando com o elenco

Vinicius Tobias: “Ele é um jovem que contratamos recentemente. Está aprendendo. Tem muita qualidade, é um lateral-direito com muita energia, que aprende rápido… A ideia é contar com ele para o futuro, assim como todos os jogadores da academia”.

Palavras de Cassano e Xavi: “O que posso dizer sobre Cassano? Todos nós o conhecemos… Vocês também me conhecem. Não tenho nada para te responder. Xavi? Todo mundo tem sua opinião, todas as equipes são difíceis de treinar. Cada time tem suas exigências: conquistar títulos, jogar bem, evitar o rebaixamento… Treinar não é simples, é complicado. Não sei qual time é o mais difícil. Mas é um trabalho que gostamos, senão faríamos outra coisa”.

Hazard: “Está bem, ele tirou a plca porque isso o incomodava. Temos que controlar a privacidade em questões médicas, mas digo que isso lhe deu problemas, infecções… Ele precisa se recuperar”.

Modric: “Acho que ele vai encerrar a carreira aqui, não sei quando, mas é ideia de todos. Não há problema para o clube, para nós ou para ele renovar, está bem claro. Ele cuida muito bem de si mesmo, em sua carreira não teve nenhuma lesão grave e isso o ajuda muito. Tive uma lenda do futebol, Maldini, que ganhou a última Champions League aos 40 anos; se eu tiver que compará-lo com um, seria com ele: pela qualidade, pela seriedade, pela forma como entende o futebol… São lendas”.

Cansaço: “Jogamos na terça e voltamos a jogar no domingo à noite, acho que o físico está bom. Queremos jogar uma partida enérgica, com intensidade, que é o que esse tipo de partida exige. Tivemos tempo suficiente para recuperar todos”.