Na última sexta feira (17), Iker Casillas concedeu uma entrevista para o programa En casa da TV do FC Porto. Em sua casa, o ex-goleiro do Real Madrid conversou sobre os momentos difíceis que passou após o infarto que sofreu em 2019 e disse não descartar um possível retorno aos gramados, mas que isso dependerá de uma decisão médica.

Há quase um ano afastado das atividades profissionais, Iker, que já anunciou concorrer as eleições da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), afirmou que muita coisa mudou em sua vida depois do infarto que sofreu em 1 de Maio de 2019. “Depois do ataque no coração, eu fiquei deprimido por quase um mês, tinha medo de caminhar, dormir e fazer qualquer esforço físico. Era impossível para mim”, declarou o jogador à tv do clube português. “Muitas vezes nós os jogadores mais também as pessoas comuns, não valorizamos o que temos. Eu mudei muitas coisas começando pela minha forma de pensar”, desabafou o goleiro que disse valorizar mais os dias agora.

Sobre um possível retorno aos gramados, disse: “Isso dependerá da decisão do médico. Tenho que ser realista, o mais importante é minha saúde. Tomo muitos remédios que me ajudam a me sentir bem. Apenas os médicos podem afirmar o que poderei ou não fazer”, explicou Iker.

Foto em destaque: Gualter Fatia/Getty Images.

Marcações: