O meia do Real Madrid falou com jornal alemão sobre Liga dos Campeões e o motivo do trio dar tão certo

Em entrevista ao jornal alemão “Kicker”, Toni Kroos abriu os microfones para falar sobre diversos assuntos. Entre eles a Liga dos Campeões, a sua percepção do tridente do meio de campo, e falou também sobre o seu passado.

Ao relembrar do seu passado, Toni cita seu ídolo de infância: o jogador francês Johan Micoud, e também da primeira final de Liga dos Campeões que assistiu disputada entre o Bayern de Munique e Manchester United. Após isso, Kroos também gerou repercussões falando sobre não concordar totalmente com o ranking que elege os melhores jogadores.

“Há tantos jogadores em cada geração que alcançaram grandes coisas, Clarence Seedorf, que ganhou a Liga dos Campeões com três clubes diferentes, vem à mente. Não há dúvida de que Cristiano é um dos melhores da história. O mesmo vale para Leo Messi. Mas não vejo isso melhor, porque é difícil comparar quem faz o que em campo e como o jogo mudou ao longo das décadas, explicou Toni Kroos

Toni Kroos fala sobre as cinco Liga dos Campeões

O momento de falar sobre a Champions League é quase uma especialidade do alemão, que possui cinco títulos da competição sendo quatro com o Real Madrid. Para o jogador, o segredo do sucesso não era uma incógnita, principalmente sob a gestão de Zinedine Zidane. Com o técnico francês, o Real Madrid conquistou três títulos continentais consecutivos, sendo a primeira tríplice da era moderna da competição.

“Zinedine Zidane era muito bom na gestão do grupo, no qual havia uma qualidade extraordinariamente alta. E sempre havia uma equipe. Não 11 amigos, mas 11 jogadores que deram tudo para ter sucesso”, confessa Toni

Você não pode jogar 13 jogos perfeitos em uma competição de qualidade. Você tem que aprender a sobreviver em diferentes situações”, conclui Kroos

O tridente do meio de campo formado por Kroos, Casemiro e Modric

É inegável o sucesso do trio, desde a chegada de Toni Kroos ao Real Madrid após a Copa do Mundo de 2014. O tridente formado por Kroos, Casemiro e Modric rendeu muitos títulos ao gigante espanhol, sendo quatro deles da Liga dos Campeões e três LaLiga. Segundo Kroos, a receita para o trio funcionar tão bem é que todos os três conhecem exatamente suas características individuais e as encaixam para trabalharem tão bem juntas.

“Cada um de nós conhece exatamente nossas características e as traz de tal forma que trabalham juntas. Três Toni Kroos não seriam tão eficazes. Nós nos complementamos em campo porque queremos jogar juntos e ter sucesso juntos. Ademais, temos uma grande equipe ao nosso redor que defende e executa para frente”, assume.