Casemiro é um dos principais jogadores do Real Madrid na temporada 2019/20, o maior recuperador de bolas da La Liga com 187 roubadas de bola e sua falta é sentida pela equipe blanca quando o número 14 não joga: em quatro partidas sem o volante, o Madrid apenas obteve uma vitória contra o Zaragosa. Foi eliminado da Copa do Rei contra a Sociedad, empatou contra Bilbao e Valencia.
Dito isto tudo, o Real Madrid reconhece a importância do volante brasileiro e a necessidade de contratar um jogador para dividir a posição e o nome escolhido por Juni Calafat, chefe internacional do futebol da equipe, responsável pelas contratações de Vinicius Júnior, Valverde, Rodrygo, Militão, Mendy, Odegaard é a revelação francesa: Eduardo Camavinga. A informação é do jornal MARCA, assinado por Carlos Carpio.
Camavinga, 17 anos, é um dos destaques do Rennes na temporada. Na Ligue 1, com estrelas como Neymar e Mbappé, Camavinga foi eleito o melhor jogador do primeiro turno do campeonato. Além disso, é o jogador que registra mais desarmes por jogo dentre todos das top 5 ligas europeias com 4.4. Ele atua na mesma posição de Casemiro e possui facilidade com a bola rompendo linhas.
A disputa pela contratação do jogador será acirrada, devido a sua idade e progressão que pode atingir, além da escassez de meio-campistas defensivos. O jogador tem contrato com o Rennes até 2022. O Real Madrid, prepara o terreno e aguarda o momento certo de entrar em uma negociação que poderia chegar a valores entre  €50-60 milhões e não €100 milhões noticiado pela mídia francesa. A palavra final seria de Camavinga que promete ter um grande futuro pela frente.