Pular para o conteúdo

Zidane confia em título: “Estamos ansiosos por conquistar a LaLiga”

Mesmo tendo que torcer para um tropeço do rival Atlético, Zidane acredita ser possível conquistar mais um título da LaLiga

Zinedine Zidane ainda vive dias de incerteza sobre seu futuro no comando do Real Madrid, mas neste sábado (22), o técnico encara o último jogo da temporada no qual pode dar mais um título no seu currículo e o terceiro da LaLiga. Mesmo que seja difícil, o francês ainda acredita ser possível levantar a taça.

“Vamos deixar tudo em campo e vamos tentar. É o dia a dia e é o que nos anima também. Temos muita sorte de estar neste grande clube e aproveito cada momento. É verdade que esta temporada é complicada e estamos ansiosos por conquistar a LaLiga”.

Contudo, o treinador ainda não decidiu se permanece ou não a frente do comando da equipe na próxima temporada e evitou de todas as maneiras falar sobre o assunto na entrevista coletiva desta sexta-feira (21), em Valdebebas.

“O importante é o jogo de amanhã. Não é o momento de falar. Toda a energia do jogo de amanhã. Repito, o importante é o jogo de amanhã, agora é a única coisa e para os jogadores é o que interessa”, confrontou os jornalistas.

Confira outras declarações de Zidane:

O apoio dos adeptos pode influenciar a sua decisão: “Consigo o apoio do povo, também quando joguei. Penso que dei sempre tudo pelo Real Madrid porque é a melhor coisa que me aconteceu. Jogar aqui. São quase 20 anos. Claro, quando as pessoas te dizem, algo bom vem até você”.

Com o elenco: “Amo muito os meus jogadores, eles salvaram-me. Estou grato”.

Madrid campeão ou Zidane segue, o que é provável: “No fim, o mais importante não é que eu ou outra pessoa siga, o importante é a equipe e o que queremos alcançar e o que nos anima. É a verdade. Para nós é o único, o jogo de amanhã. Com tudo o que aconteceu este ano, vamos ter um jogo de alto nível”.

Alguma reprovação para você ou para o plantel: “Eles deram tudo, sempre, apesar das lesões, covid, muitas coisas. Mas não posso censurá-los por nada. Talvez sim, porque sou um vencedor e sou muito crítico comigo mesmo. Parece que não me importo, mas não é assim. Não gosto de perder. Eles deram tudo”.

Sua famosa reivindicação: “Eu disse para trabalharmos porque somos campeões da Liga e eles mereciam lutar até o final e fazer um balanço no final. Foi o que eu disse e mudamos as coisas juntos e estamos levando isso até o fim. Vivemos para essas emoções”.