Vivendo dias nebulosos com a sequência negativa e uma dura derrota para o Manchester City pela Liga dos Campeões, o Real Madrid agora foca todas as suas atenções para o El Clásico deste domingo (1°) que pode definir o cenário do final da temporada do clube merengue.

Na manhã deste sábado (29), Zinedine Zidane concedeu entrevista coletiva e destacou que conversou com os jogadores após os resultados.

“Coração, cabeça, união. É o espírito de todos aqui. Conversamos e tentaremos que quando algo acontecer conosco em campo, reagiremos em seguida”, foram as primeiras palavras do treinador francês sobre qual seria a receita para vencer o duelo contra o Barcelona.

A falta de gols também foi um assunto abordado na coletiva, mas especialmente sobre o momento da equipe e os maus resultados que o time vem tendo no Santiago Bernabéu, palco da partida deste domingo. O francês tratou de dar fim a polêmica sobre a não utilização de Kroos na Champions.

Confira demais declarações de Zidane a seguir:

Falta de gol: “Não estou preocupado, porque há quatro meses vencemos jogos. Mesmo sem Eden, não gosto que ele se machuque, vencemos. Precisamos de solidez”.

Kroos: “Sempre que há um resultado ruim, algo é buscado. Toni é aquele que joga sempre e quando não joga, perdemos. Nós não perdemos porque ele não jogou. São coisas que podem acontecer em um momento específico, em uma partida, que temos feito isso. Os outros jogam da melhor maneira e é uma opção, nada mais, não precisa procurar outra coisa”.

Os maus resultados no Bernabéu: “É um momento delicado, porque há três jogos que não são vencidos no estádio. Mas quem conhece futebol sabe que essas coisas podem acontecer conosco. Precisamos de um espírito positivo. Não ouvimos o que é dito. , precisamos de nosso pessoal de 1 a 90. Entendo que as pessoas podem ficar chateadas, mas precisamos de pessoas e daremos tudo”.

Barça e Messi: “Conhecemos a importância de Messi em seu time. Ele é um jogador fundamental para eles, mas eles são bons de qualquer maneira, é um time que se sai muito bem. Nos preocupamos com o que vamos fazer e vamos jogar contra um adversário muito bom. Sabemos contra quem jogamos”.

A continuidade de Zidane: “O que importa para mim é continuar com o que estamos fazendo, essa pergunta é para outro. Em cada competição, ganha apenas um e tentaremos ser nós”.

Rodrygo: “Às vezes ele estará no time, às vezes não … porque somos 25 jogadores”.

As críticas de Zidane: “Todo mundo pode criticar e é isso que fazem. Perdemos dois jogos e vão me criticar, eu já disse isso. Não é novidade. Eu só tenho que continuar. Tenho meus jogadores que são os melhores e vamos tentar levar esse momento delicado para a frente”.

O que deixa Zidane nervoso antes de um clássico: “Nada me deixa nervoso. Gosto do momento, até nesta situação. Quero ver as pessoas muito envolvidas”.

O fator Bernabéu não funciona mais: “Bem, eu não sei. É coisa de futebol”.

(Foto: Oscar J. Barroso / AFP7 / Europa Press Sports via Getty Images)