Carlo Ancelotti pretende dar o melhor da equipe do Real Madrid na Champions League. O clube, então, começa a sua trajetória na competição contra a Internazionale de Milão, no San Siro, nesta quarta-feira (15). Na coletiva, a princípio, o técnico priorizou pelo bom futebol.

“A equipe está bem. Acho que jogamos bem o jogo contra o Celta. Amanhã é outra história, outra competição. Uma competição que entusiasma os torcedores do Real Madrid. Queremos fazer o melhor. A Inter tem a mesma estrutura do ano passado com novo treinador, novos incentivos. Queremos ganhar o jogo, controlá-lo, jogar bem e vamos competir ao máximo por isso. Esta competição para este clube é muito especial”.

O último título de Liga dos Campeões conquistado pelo treinador foi justamente com o Real Madrid. Assim, o italiano guarda com carinho as lembranças daquele título que deu início a uma era de várias conquistas ao clube.

“Para mim, a Champions League é especial. Já ganhei 2 vezes como jogador, tenho ótimas lembranças como jogador e como treinador. Principalmente a Décima, a última Champions League que ganhei como treinador. Guardo uma memória muito limpa e muito particular na minha cabeça”.

Embora sinta a ausência de atletas como Marcelo, Bale e Toni Kroos, a equipe não deve sofrer grandes alterações. Então, a tendência é que David Alaba retorne para o time titular.

Veja mais detalhes da coletiva de Ancelotti:

Diferenças com o Inter no ano passado: “Jogar lá em cima tem novos jogadores com nova metodologia, novas ideias. Tem jogadores importantes. É uma equipe que joga bem, está em um bom momento e será um jogo muito aberto. Devemos ser muito competitivos”.

Performance de Vini Jr.: “Procuro tratar o Vini Jr. como os outros. Empurro para o treinamento, digo para se concentrar no trabalho. Depois tem a qualidade do jogador, que joga neste período e lhe dá mais confiança. Ele tem confiança e entusiasmo, e o tempo que passou não era tão bom que lhe dá muita motivação”.

“Acho que todo mundo vê que a única diferença com o Vini Jr. é que ele agora está mais frio na frente do gol. De resto é como nos anos anteriores, muito rápido no um contra um. Ele tem terminado muito bem as últimas partidas e agora que continua terminando bem”.

Liga ou Champions: “Não sei. É uma grande motivação para mim, mas a maior ilusão que tive foi voltar ao Real Madrid. Isso é o que mais me alegra, que todos os dias vou a Valdebebas treinar”.

“Marcelo teve um pequeno incômodo”

Marcelo: “O Marcelo treinou muito bem ontem, ele estava no time. E no final do treinamento ele teve um pequeno incômodo. É muito pouco, mas não lhe permitiu viajar e estar disponível para hoje. No domingo saiu no final para se preparar para esta partida porque a experiência que o Marcelo tem é muito importante. Ele teve esse problema e, com sorte, se recuperará em breve. Bale teve problemas nos treinos no Bernabéu e acho que vai ficar alguns dias fora”.

Alaba e Modrić: “O Alaba treinou com a equipe ontem, acho que ele está bem e pode jogar. Havíamos pensado em dar descanso ao Modrić e veremos”.

Defender melhor: “É possível defender melhor. Estamos trabalhando nisso. A equipe fica desequilibrada quando não temos a bola e temos que ser eficazes. Um bom posicionamento com a bola permite um bom equilíbrio na perda”.

Tensão pela Champions: “Existe um ambiente diferente. Mas a Champions League é a Champions League, para o Real Madrid é especial. Não é por acaso que este clube ganhou treze. Tenho a mesma motivação que sinto antes de cada jogo e é a mesma que na primeira fase”.

Simpatia para com o Inter: “Sim, era torcedor da Inter quando era pequeno. Sempre foi uma equipe que criou simpatia por mim. Aí me tornei fã do Milan e no clássico sempre houve muito respeito”.