Ancelotti vibra com vitória, mas admite: “Foi sofrido”

Ancelotti vibra com vitória, mas admite: "Foi sofrido"

Técnico do Real Madrid, Ancelotti falou para os meios comunicativos presentes na Arábia Saudita

Após o triunfo por 3 a 2 sobre o Barcelona, Carlo Ancelotti concedeu entrevista coletiva no Estádio Internacional Rei Fahd. Dessa forma, o treinador italiano falou sobre os principais assuntos do ‘El Clásico’ desta quarta-feira (12) pela Supercopa da Espanha.

Confira as declarações do comandante merengue

Vitória: “O jogo foi sofrido. Foi equilibrado, com boas jogadas, com duas boas equipas. Foi muito divertido e no banco sofremos sempre”.

Estratégia para a partida: “Começámos muito bem com as saídas desde a defesa, usando o contra-ataque. Quando chegamos à frente diminuímos a eficiência. Assim, merecíamos ganhar o primeiro tempo e infelizmente sofremos um gol. A segunda etapa foi mais disputada”.

Contra-ataques: “Estamos usando bem o contra-ataque porque temos jogadores com essas características. Não é imbatível porque há muitas outras coisas no futebol, mas eles estão fazendo isso muito bem”.

Atuação defensiva: “Atacamos muito bem. Podíamos defender melhor. Mas o Barcelona fez um grande jogo. Foi um jogo muito importante para todos. Não é o mais importante do mundo, mas é importante”.

Desgaste físico: “A equipe está cansada. O esforço físico é muito grande. Mas aguentamos bem até ao final. Os novos jogadores estiveram bem. Estamos cansados, ​​mas felizes”.

Jogadores e personagens do Barcelona

Benzema: “Karim está bem. Ele sofreu uma pan cada. Agora temos tempo para recuperar até domingo”.

Xavi afirma que Barça foi superior: “Discordo, vi um jogo equilibrado. Eles tinham a posse de bola, mas sofremos o primeiro gol por falta de sorte. Nós não dominamos e eles não nos dominaram. Recuamos para busca o contra-ataque. Os três gols foram espetaculares”.

Sensações após o triunfo: “Muito cansaço, é normal. Mas vamos nos recuperar, também Alaba, vamos torcer. O desgaste tem sido muito. Vamos nos recuperar”.

Diálogo com Piqué: “Falei para ele jogar a bola naquele lance com o Vinicius, como fizemos no primeiro tempo, mas ele me disse que eles nunca tiram o pé. Assim, eu disse que não sabia, é respeitável”.

Nível do Barcelona: “Ansu Fati e os outros fazem isso melhorar, é normal. Dessa forma, eles vão melhorar”.

Saída de Modric e gol do Barcelona em seguida: “Modric tem uma qualidade imensa, é difícil pressioná-lo. Ele tem muita qualidade. Mas Valverde marcou o gol que nos deu a vaga. Sem ele perdemos alguma coisa, mas com Fede chegamos à área”.

Importância de Carvajal: “Ele é muito importante por causa de sua qualidade defensiva, sua personalidade e seu caráter em campo. Na preparação, esse personagem é importante. Ele não é apenas mais um jogador, mas sim uma parte muito importante deste time”.