Em entrevista para o canal do YouTube Post Unitend, na última segunda-feira (20), Alvaro Arbeloa umas das figuras mais queridas pelo madridismo falou sobre o retorno do campeonato e o desempenho do Real Madrid, e rebateu a declaração de Xavi Hernández e afirmou “Há que saber o que se chama de sorte”

Retorno da La liga: “Essa é a pergunta que vale um milhão. Acredito que a princípio será de portões fechados, a prioridade é a saúde dos torcedores. Eu gostaria muito que a temporada terminasse. Falta pouco acredito que conseguimos terminar tudo entre Junho e Julho. E já tentar dar inicio a próxima temporada acredito que seja o melhor para todos”.

Desempenho do Real Madrid na la liga: “Foi uma pena perder pontos para o Betís no último jogo. Depois de ganhar do Barcelona e termos assumido a liderança. São jogos mais complicados do que parecem. Isso faz com que a pressão volte a subir lá em cima. Quand gano se joga contra como o Real Betís, que não estava em seu melhor momento e precisava de pontos, pode acontecer o que aconteceu. Claro que é evidente ainda estamos ali, a diferença de pontos é mínima. Os jogos que restam são complicados para o Barcelona e acho difícil que eles ganhem todos. Então acredito que temos chances”.

Champions: “Este novo cenário nos pode beneficiar. Vamos ver se Hazard estará disponível para a volta. E também depois de tanto tempo como retornam as outras equipes. Acredito que podemos vencer. O resultado não é tão ruim, jogando com o Liverpool as quartas de final contra o Chelsea perdemos de 3-1 no Stamford Bridge, no intervalo já estávamos ganhando de 2-0. Os jogadores do Chelsea tinham o medo estampado na cara . O jogo terminou empatado em 4-4 e tínhamos perdido por 3-1 em casa, quando parece que está tudo perdido é mais fácil psicologicamente de enfrentar uma partida”.

Xavi e a “Sorte” do Real Madrid: “Tem uma famosa frase que diz “Há que saber o que se chama de sorte”. Quando não é capaz de explicar que o único a ganhar cinco Champions seguidas foi o Real Madrid. Que o único capaz de ganhar quatro Champions nos últimos cinco anos sendo três seguidas foi o Real Madrid. Levando em contra que nenhum outra e equipe foi capaz de ganhar sequer duas Champions seguidas nós ganhamos três seguidas e quatro em cinco anos e é isso”.

Relação com Casillas: “Isso é um pouco mórbido. Sempre tivemos uma boa relação. As vezes como acontece com muitas pessoas há momentos em que a relação não é tão boa. Mas não tenho problema com ele. Muito pelo contrário é meu vizinho e se um día precisar de ovos pode me chamar tranquilamente. O vejo muito bem de saúde e isso é o que importa. Fomos companheiros por anos no Real Madrid, e na seleção . Tivemos momentos de divergência mas o que prevalece são os bons momentos”.

Treinador favorito: “Há treinadores muito bons. Eu ti vi muitos todos foram importantes para mim. Desde Caparroz que me deu minha primeira oportunidade a Benitez no Liverpool qye confiou em mim no Real tive Pellegrinni, Ancelotti e Mourinho “que todos vocês sabem que me marcou muito como profissional e pessoa. Considero Mourinho muito mais que um treinador, o considero como um amigo”. Zidane foi meu ídolo, meu companheiro de equipe, meu treinador. Isso me deixa muito feliz, as vezes mostro vídeos ao meu filho de como jogava Zizou, e fico feliz por ter jogado com ele e por ter tido ele como meu treinador. Tenho muito carinho por todos sem esquecer também de Del Bosque e de Aragonés que me convocaram e me deram oportunidade na seleção”.

Seu melhor ano: “2012, Ganhamos a La liga quebramos records. E também ganhamos a Eurocopa. Sempre lembro daquele jogo contra o Bayern se pudesse ter a oportunidade jogar um jogo novamente seria esse. Tínhamos vindo de uma vitória complicada contra o Barcelona no Camp Nou ganhamos por 2-1, eles tinham sido eliminados pelo Chelsea. Nós jogávamos em casa, tínhamos tudo para ganhar foi uma pena como terminou”.

Ser Treinador: “Quando eu jogava tinha claro que iria ser treinador. Quando me aposentei já não tive tanta certeza disso. Entrar no mundo do futebol novamente com tanta exigência é um trabalho mais complicado. Aguentar 25 jogadores, imagino que me aguentar como jogador era terrível. Mas comecei o curso. Estou fazendo online e tenho como colegas Eto’o, e Fernando torres, Nunca se sabe o que pode acontecer”.

(Foto: Ira L. Black/Corbis via Getty Images)