Dias atrás, Cassano, que atuou pelo Real Madrid entre 2006 e 2007, contou que o grande arrependimento de sua carreira havia sido a sua passagem pelo clube merengue, pois não soube aproveitar suas chances e desrespeitou Fabio Capello, técnico madridista naquela ocasião. Agora, foi a vez do próprio ex-treinador falar do assunto em entrevista à Sky Sports e revelar que o jogador italiano também foi o grande arrependimento de sua trejetória.

“Cassano é meu maior arrependimento, porque eu não consegui fazer dele o grande jogador que ele poderia ter sido. Trabalhei muito, mas não consegui. A esposa de Antonio Cassano o colocou no caminho certo e perguntei por que ele não se casou aos 21 anos”, contou.

Cassano teve momentos de indisciplina no Madrid e desentendimentos com Capello. Ao todo, marcou apenas 4 gols em 29 jogos com a camisa blanca.

Ainda falando sobre o Real Madrid, Fabio Capello concedeu palavras desta vez ao jornal La Gazzetta Dello Sport, onde relatou que o clube merengue é o que mais está preparado para este período de pandemia. “Parece-me que na Espanha (economicamente) o único time que não será destruído nessa pandemia é o Real Madrid. Barcelona e Atlético vão sofrer muito”, disse.

O ex-treinador de 73 anos conquistou duas edições do Campeonato Espanhol em duas passagens que teve pelo clube — os títulos foram conquistados nas temporadas 1996/97 e 2006/07. Na mais recente trajetória do técnico em Madri, a diretoria decidiu demiti-lo ao final da temporada mesmo com a conquista em âmbito nacional.

Foto: AFP/PIERRE-PHILIPPE MARCOU