Antonio Rüdiger contou seu desejo de jogar pelo Madrid e quem o motivou a aceitar a proposta do clube merengue

Antonio Rüdiger foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira (20) como jogador do Real Madrid. A apresentação ocorreu em Valdebebas onde o jogador conversou com jornalistas e vestiu pela primeira vez a camisa branca. Nesse sentido, o jogador conheceu a sala de troféus do clube, posou para fotos com o presidente Florentino Pérez, e as 14 taças da Champions. Cobiçado por muitos clubes, incluindo o Barcelona, Rüdiger conta que quando chegou a proposta do Real Madrid ele não conseguiu negar.

“Houve interesse de outros clubes, o Barcelona era um deles, mas disse ao meu agente que era o Real Madrid ou nenhum outro”, contou.

Do mesmo modo, Antonio contou qual foi a primeira vez que o Real Madrid entrou em contato com seus agentes e o motivo pelo qual o técnico Carlo Ancelotti foi tão importante em sua contratação: “A primeira vez que entraram em contato comigo foi em setembro de 2021. A segunda vez foi em abril, quando nos enfrentamos e quando falei com Ancelotti. Esse foi o momento mais importante, foi quando decidi que iria jogar pelo Madrid. Ancelotti me disse que eu poderia ajudar e que minha idade é o suficiente, porque eu sei que tem competição no Madrid”.

Quem é e o que se pode esperar de Rüdiger

Descrito por Florentino Pérez como um jogador “forte” e que “irá deixar sua alma em campo”, Antonio espera que seu espírito de liderança seja uma das contribuições dele para a equipe: “Eu realmente gosto de rir e brincar, mas em campo não tem espaço pra isso. Minha contribuição para o vestiário é meu espírito de luta e minha liderança. Primeiro vou aprender o espanhol, Roma não foi construída em dois dias”.

Além disso, perguntado sobre o que pode adicionar a defesa do time madridista, Rüdiger afirmou que trará competitividade aos companheiros de equipe e que se inspirava em Pepe como um cara “gentil fora de campo e dentro uma besta”.

“Madrid tem jogadores muito bons, principalmente na minha posição. Mas eu me sinto seguro e vou adicionar competitividade, o que é bom pro Real. Sempre tiveram muitos jogadores de alto nível neste clube, mas se pudesse escolher diria que Pepe tem características que eu amo. E pelo que me dizem, ele é muito gentil fora de campo e dentro uma besta”, afirmou.

Diferenças entre as ligas e estreia

Com passagens por clubes grandes como a Roma, Borussia Dortmund e Chelsea, o zagueiro de 29 anos analisou as ligas que já jogou, o que espera da LaLiga e qual a diferença entre os clubes: “Na Itália o futebol é tático. Na Alemanha você tem que ser muito rápido e na Inglaterra o físico é o mais importante. Na Espanha sempre há muita qualidade, é um desafio que eu gosto. Eu não vou comparar os clubes pois todos são importantes pra mim”.

Por fim, o alemão disse estar empolgado para estrear jogando o maior clássico mundial com a camisa 22 do Madrid: “É o jogo mais importante que existe. Mesmo que seja um jogo de pré-temporada estou animado para jogar ao invés de assistir pela TV”.