Pular para o conteúdo

Enigmático, Zidane diz: “Chega um momento em que tem que mudar”

Zidane apostou em lado enigmático para falar sobre seu futuro, contudo não deixou claro se permanece ou deixará o Real Madrid

Zinedine Zidane mais uma vez mostrou seu lado enigmático para responder sobre o seu futuro no comando do Real Madrid. Neste sábado (15), em entrevista coletiva, o técnico novamente não deu pistas se pretende deixar o clube ou seguir no comando para a próxima temporada, mas também deixou uma mensagem no ar.

“Chega um momento que você tem que mudar porque é bom por tudo. Tem hora que você tem que estar e tem outros em que tem que ir para o bem de todos”, comentou o francês.

A resposta do treinador vem em um momento de decisão da LaLiga, onde o clube merengue disputa o título com o Atlético de Madrid faltando apenas duas rodadas. Contudo, Zidane quis deixar claro que vive o dia-a-dia no clube.

“A verdade é que faltam dois jogos. Não sei o que vai acontecer. Tudo pode acontecer. Este é o Real Madrid. Não me vejo além do dia-a-dia. Acham que eu vou embora é porque tiro a responsabilidade porque as coisas ficam complicadas. Não é assim. Eu faço o que faço, faço no máximo”.

Veja outros detalhes da coletiva de Zidane:

Como vai sair a equipe em Bilbao? “O que vamos fazer não vai mudar nada, temos de continuar nesta linha. Temos de entrar no jogo bem para fazer o que temos em mente”.

Como está Zidane? “Estou como sempre, porque não sei o que vai acontecer daqui a dois ou três anos. Estou ansioso para ver o treino dos meus treinadores, embora seja às vezes mais sério. Tenho sorte”.

Londres: “Sempre vai acontecer que haja gente decepcionada. Todo mundo quer jogar. Eu entendo que há gente chata. E eu o respeito. Mas isso faz parte do treinador, de tudo. Vai acontecer com eles quando se tornarem treinadores. O principal é respeitar os jogadores e faço-o muito. Todos sabem que são importantes”.

Atlético: “Vamos fazer o que fizemos sempre. Vamos dar tudo, é isso que temos que fazer. Olhamos para o que podemos controlar. Estamos preocupados com o rival [Bilbao], que é muito bom”.

Mais orgulhoso do que nunca: “Hoje estou mais orgulhoso do que nunca da equipe, porque tivemos muitas dificuldades e coisas estranhas, por isso posso estar mais orgulhoso este ano, embora sempre tenha sido. Para mim os jogadores são o mais importante. Sabemos que estamos no melhor clube do mundo. Sinto-me como quando vim para o clube. Há muita química entre os jogadores aqui, embora haja críticas”.

Marcelo: “Ele vai estar lá amanhã, nada o incomoda mais”.

Kroos e as baixas: “Estou muito orgulhoso de toda a equipe. Foi tudo ao contrário. Nunca paramos de trabalhar. Demos tudo. É a sede de um treinador. É a época mais difícil. Nunca ficamos sem trabalhar”.