Com a volta do futebol sendo possivelmente com partidas sem público, os dirigentes do Real Madrid estudaram a possibilidade dos jogos que restam da Liga e da Champions serem transferidos para o estádio Alfredo Di Stéfano, casa do Real Madrid Castilla e a partir de julho da equipe feminina. Campo fica no complexo de treinamento Ciudad Deportiva del Real Madrid, em Valdebebas.

O retorno das partidas a fim de continuar a temporada pode acontecer desde que seja sem público. A ideia de jogar em Di Stéfano visa que, além das obras do Santiago Bernabéu não sofram atrasos, a movimentação dos jogadores seja reduzida, visto que é em Valdebebas onde se concentram, assim tendo menos exposição a situações de riscos.

Frente do Di Stefano em 2018. Foto: Reprodução/Getty Imagens

A UEFA exige que os jogos da competição sejam no mesmo estádio, porém devido ao atual cenário mundial, que envolve condições de cuidados extremos quanto à segurança da saúde de todos, pode ser que haja alguma exceção, desde que o estádio em questão cumpra com todas as exigências da competição.

Atualmente o Di Stéfano é usado pelo time B, Castilla, para a disputa dos jogos da segunda divisão da La Liga. A equipe principal utiliza quando faz treino aberto ao público. Para a continuidade da La Liga, caso seu retorno aconteça, o clube já possuí autorização da La Liga e deve adaptar o segundo estádio para as transmissões de TV e também a instalação correta do VAR.Adaptações que caem bem, já que a partir da próxima temporada o estádio será a casa da equipe feminina.

Foto em destaque: Reprodução/Mundo Deportivo