Pular para o conteúdo

Rodrygo crê em título da LaLiga: “Sempre lutamos até o final”

Atacante brasileiro, Rogrygo crê na força merengue no certame nacional

Com a Data FIFA a todo vapor em boa parte do mundo, os jogadores do Real Madrid que não foram convocados (ou que são sul-americanos) treinam em Valdebebas e concedem entrevistas para a TV do clube. Nesta quinta-feira (25), foi a vez de Rodrygo ser entrevistado e afirmar que crê na conquista da LaLiga: “Não importam os pontos de diferença que temos para o Atlético de Madrid e para o Barcelona, porque lutamos sempre até ao final”.

“Todos estão vendo que em cada jogo lutamos até ao final. Este símbolo e o Real Madrid sempre indicam que vamos lutar até ao final”, completou. No momento, a equipe de Zinedine Zidane ocupa a terceira colocação, a seis pontos do líder Atlético de Madrid. Os madridistas também seguem vivos na Liga dos Campeões, onde enfrentam o Liverpool pelas quartas de final.

Champions League

Com relação ao confronto diante dos ingleses, o brasileiro disse: “Na Champions, o Liverpool será muito difícil, mas estamos treinando muito forte para tudo o que vem e esperamos passar de fase. Todos os jogos são importantes, mas neste momento da temporada são ainda mais. É uma sensação diferente e dá-nos vontade de ganhar e jogar bem. Estes jogos são os mais especiais”.

Além disso, o jovem falou sobre seu momento, táticas, Data FIFA e mais; confira as demais declarações:

A semana de Data FIFA: “Vai ser uma semana longa, sem jogos, e teremos tempo para treinar cada dia mais para que quando a competição volte estejamos muito bem. Estes treinos são mais fortes do que os que fazemos nas semanas normais, onde temos que recuperar do jogo anterior e pensar no próximo. Como esta semana não há jogos, são os treinos mais fortes que temos e os rapazes do Castilla aparecem para nos ajudarem”.

Seu momento: “Agora estou muito contente. Todo o tempo que estive fora foi difícil. Já não aguentava mais estar sem jogar e ver os jogos pela televisão. Estava chateado, mas agora estou muito feliz e trabalhando cada dia para estar melhor. O mais difícil é voltar a ganhar o ritmo e ter a confiança que tinha antes de me lesionar. O resto é mais facil”.

Trabalho tático: “Zidane pede-nos sempre para pressionarmos alto, mas sempre organizados e os de trás também. É melhor pressionar alto porque assim estamos mais próximos do gol adversário e não temos que recuar 50 metros. Pede-nos para pressionar alto porque é o melhor para todos”.

Dia de jogo: “Sempre tento dormir bem e fazer as refeições bem, apesar de que dependa da hora a que seja o jogo. Concentro-me no quarto e por vezes jogo consola. Não tenho muitas superstições, e gosto de ouvir música antes e depois dos jogos. Quando acabo um jogo tenho sempre uma mensagem do meu pai. Telefono-lhe e conversamos sempre”.