Valbuena não guarda rancor na disputa judicial com Benzema e diz que o atacante do Real Madrid merece a Bola de Ouro

Mathieu Valbuena, atualmente no Olympiacos e ex-jogador da seleção francesa, surpreendeu a todos ao dizer que Karim Benzema merece a Bola de Ouro, em entrevista ao RMC Sport. Mesmo após uma extensa batalha judicial entre ambos, o meio-campista francês reconheceu a grande temporada do atacante do Real Madrid e ainda disse que faria campanha pelo seu compatriota.

“Não seria honesto dizer que ele não merece. É claro que merece”, disse Valbuena, ao ser questionado sobre o assunto pelo ex-jogador do PSG, Jerôme Rothen. “Eu posso falar objetivamente do nível esportivo, e faço isso de boa vontade, feliz. Não tem problema”.

Em outubro de 2015, Valbuena teve um vídeo íntimo gravado sem seu consentimento em uma concentração da seleção francesa, e sofreu ameaças de extorsão. Benzema foi ao quarto do colega, avisou-o sobre o vídeo e disse que poderia apresentá-lo a alguém de confiança para “administrar a situação”.

A pessoa de confiança era um amigo de Benzema, que foi contatado pelos chantagistas para pressionar Valbuena. O meia francês automaticamente formalizou uma denúncia, e assim Benzema foi incluído no caso. O atacante do Real Madrid foi acusado de cumplicidade, e além disso foi alvo da defesa de Valbuena por “pressionar o companheiro a aceitar a chantagem”.

Benzema acabou sendo condenado a pagar uma multa de 75 mil euros, além de um ano de prisão com pena suspensa. Os advogados do atacante, apesar de afirmarem que “não é a realidade”, resolveram não recorrer e arquivaram o processo.

O escândalo acabou tirando ambos da seleção francesa, já que o treinador Deschamps não quis convocá-los para manter a paz no vestiário. Benzema voltou a representar seu país recentemente, mas Valbuena nunca retornou à seleção.

Sem rancor por parte de Valbuena

No entanto, Valbuena parece não guardar rancor de Benzema após o escândalo. O meia contestou o discurso dos advogados sobre “não ser a realidade”, mas demonstrou alívio ao encarar o caso como uma “página virada”.

“Essa é a defesa dele. Mas o fato de desistir do caso pode significar muitas coisas, então cada um pode pensar o que quiser. Para mim, o mais importante é poder seguir em frente. Não estou com raiva, não guardo rancor de ninguém, cada um segue o próprio caminho”.

Benzema, com 44 gols e 15 assistências em 46 jogos na temporada, é o grande candidato à Bola de Ouro. A conquista do Campeonato Espanhol e da Champions League, além da artilharia nas duas competições, é o maior trunfo do francês para superar seus concorrentes. Além disso, a Copa do Mundo será em novembro, enquanto a France Football entregará o prêmio em outubro. Assim, a temporada por clubes terá ainda mais peso na votação.