Pular para o conteúdo

Zidane antes da semifinal: “Estamos onde queremos e é merecido”

Zidane vai para mais uma disputa de semifinal e espera levar Real Madrid a outra final. Contudo, discurso é de pés no chão e não se fala em milagre

Zinedine Zidane não esconde a felicidade em estar em mais uma semifinal da Liga dos Campeões. Assim, em entrevista coletiva nesta terça (4), o treinador do Real Madrid destaca que a equipe merece estar lutando por uma vaga na final da competição europeia.

“Você tem que tirar o chapéu com esta equipe. Cada vez que há dificuldades, eles respondem. Eles são os melhores. Estamos onde queremos e é merecido”.

Dessa forma, o francês destaca que sente boas sensações vindas do elenco para o confronto contra o Chelsea, nesta quarta-feira (5). “São boas e estamos felizes por jogar este jogo. Sabemos o que nos trouxe aqui”.

Por outro lado, como no jogo de ida, Zidane não quis detalhar o time que levará a campo. Contudo, o técnico deu a entender que Sergio Ramos deve iniciar a partida, já que o então zagueiro está recuperado de lesão, pois vinha treinando com o grupo.

Além disso, o técnico merengue comentou sobre a possibilidade de Eden Hazard iniciar a partida, mas também, evitou dar pistas sobre sua escalação. Contudo, Zidane não deve utilizar Fede Valverde, recém-recuperado da covid-19.

+ Convocados: Zidane leva 23 jogadores e conta com retorno de Ramos

Veja mais declarações de Zidane:

Hazard: “É um momento muito bom para Hazard. Tenho certeza que ele vai nos ajudar. Ele vai nos dar sua qualidade.”

Milagre: “De forma alguma, muito pelo contrário. Estamos aqui para o nosso trabalho. No futebol não existem milagres, eles não existem.”

Ramos: “Amanhã veremos se ele joga. Não vou dizer. Se ele está aqui, está bem, e isso é o mais importante para nós, ter o nosso líder e capitão. Não vamos arriscar nada, se ele está aqui é que pode jogar”.

Ajustes em relação à ida e baixas: “Na segunda parte baixamos o bloco com mais um jogador no meio-campo. É importante o que seremos capazes de fazer com a bola”.

Alinhamento: “Todos aqui estão prontos. Estamos todos mortos por uma semifinal dos campeões, que não é disputada todos os dias. O desenho não muda nada. Temos certeza de que teremos que sofrer. Eu me importo com o que fazemos com a bola”.