Pular para o conteúdo

Zidane não joga toalha por título: “Não vamos baixar os braços”

Zidane deixa de lado as críticas sofridas no início da temporada e acredita em título do campeonato espanhol; Real Madrid visita o Cádiz

Zinedine Zidane reiterou o comentário dito em coletivas passadas de que não jogaria a toalha pelo título da LaLiga. Nesta terça-feira (20), o técnico do Real Madrid reforçou o coro e mesmo com a dificuldade de montar as equipes por causa dos desfalques, crê em boa partida.

“O que nos anima é a mesma coisa. Estamos perto do final da temporada e amanhã vamos dar o nosso melhor. Sabemos que é um jogo difícil porque são equipes que defendem bem e jogam em casa. Vamos buscar o jogo e marcar pontos, como sempre”.

Além disso, o francês ainda rebateu as críticas que foram destinadas a ele e ao elenco no começo da temporada. “Estamos competindo há oito meses e de tudo aconteceu. Disseram que eu estava na rua ou que os jogadores não valiam nada”, salientou.

“O importante é que estamos vivos, competindo e gostamos disso. Falta um mês e até o último dia em que vamos lutar, não vamos baixar os braços agora. Eu garanto isso”, assim, finalizando.

Confira mais declarações de Zidane na coletiva:

Superação: “Não sei se vamos ganhar ou perder, mas o importante é a força e o trabalho que vamos colocar em tudo o que queremos. O que nos incentiva é a competição. Outro dia falamos do limite, mas vamos ultrapassar o limite. Quando você chega a esse ponto você pode fazer mais a cada dia e é isso que vamos tentar”.

Recuperado: “Varane e Carvajal estão bem e vão estar amanhã. É uma boa notícia”.

Físico: “Vamos apresentar uma equipe que vai lutar, o que é o mais importante. Sabemos das dificuldades que temos em alguns jogadores. Não vamos rejeitar o limite. Com tudo o que aconteceu, com tudo o que nos disseram, não vamos baixar os braços. Ao contrário. Há jogadores que vão estar prontos e outros não. Vamos colocar uma equipe competitiva para tentar vencer o jogo”.

Baixas: “Hazard e Kroos não estarão lá. O Éden, se não está é porque não está 100%. Não estará porque está recuperando sensações. O importante é que quando ele voltar já está cem por cento. Nunca há um jogador 100%. O caso de Eden é diferente. Você tem que estar muito atento. No sábado e na próxima terça temos mais dois jogos e veremos”.