Chegando em mais uma decisão, Courtois se vê focado e preparado para a final

O goleiro do Real Madrid, Thibaut Courtois, participou nesta última terça feira (24) do UEFA Open Media Day, onde deu detalhes de sua preparação para a final da Champions League que acontecerá no sábado (28). Nesse sentido, Courtois contou como anda a motivação da equipe depois de jogos difíceis nas eliminatórias: “A nossa equipe nunca se rende. As eliminatórias foram incríveis. Contra o PSG foi uma loucura, com o Chelsea passamos por maus bocados. Mas a eliminatória mais especial foi contra o City. O Bernabéu nunca deixou de nos apoiar, mesmo que em desvantagem, acreditaram até o fim. Com todo esse trajeto, vai ser incrível ganhar”.

Ainda sobre a torcida, o número 1 do time blanco, afirmou que o apoio dado pela torcida vai ser primordial para a conquista da taça: “Não temos tantos bilhetes como deveríamos num estádio tão grande, mas com certeza os madridistas que lá estarão vão estar incansáveis no apoio e nós iremos dar tudo em campo para trazer a taça. Os madridistas de todo o mundo irão nos dar força”.

Sobre seu estado físico e expectativas para a final

Courtois comentou sobre seu nível físico para a final. Incontestável na temporada e titular absoluto da posição, o goleiro falou sobre seus sentimentos para a final e exaltou sua boa forma.

“É um trabalho de muitos anos. Tem dois anos e meio que jogo em grande nível. Nesta temporada eu fiz algumas defesas fundamentais e brilhei um pouco mais, com certeza, foi uma das minhas melhores performances. Sou um dos melhores do mundo, mas é difícil afirmar que sou o melhor. Antes de tudo, no Madrid isso é importante e por isso temos os melhores para fazer a diferença nas áreas. Estou muito contente de ajudar a equipe a chegar aqui e nada será melhor do que dar esse passo na história do Madrid”, afirmou.

Por fim, Thibaut elogiou o adversário e comentou que a parte física fará diferença em Paris: “O Liverpool é uma grande equipe, intensa, muita agressiva na pressão e tem jogadores muito rápidos. Mas numa final tudo é possível. Estamos muito bem fisicamente e eles tiveram que sofrer até o último jogo da temporada. Talvez isso nos dê uma ligeira vantagem, mas o importante é entrarmos no jogo com intensidade e demonstrar que estamos prontos a discutir a final”.