Nacho vem aproveitando as oportunidades e atribuiu momento como o melhor temporada da carreira ao substituir por vezes o capitão Sérgio Ramos

Nacho Fernández foi um dos destaques do Real Madrid no empate em 0 a 0 com o Liverpool, nesta quarta-feira (14) e friamente analisou sua temporada que teve grande rendimento nos principais jogos da equipe e o zagueiro a classificou como “melhor temporada da carreira”. No mais, explicou que a classificação dá mais motivação.

“É uma temporada atípica, com jogos a cada três dias, não temos tempo para comemorar vitórias. Fisicamente não estamos como nos outros anos, mas isso nós da muita motivação”.

Além disso, Nacho ao fazer a análise da partida, lembrou da boa vantagem, “mas também sabíamos que eles iriam empurrar e apertar”, disse o zagueiro na entrevista após o confronto.

Nacho faz autocrítica e dupla com Militão:

“Eles tiveram oportunidades e nós soubemos sofrer, defensivamente nós estávamos bem. Na frente não estávamos tão cômodos como no jogo da ida, o que é normal”. Citando a defesa, assim, Nacho fez questão de elogiar o companheiro de zaga Militão, que substituiu Varane que testou positivo para a covid-19.

Atualmente Nacho é um dos reservas da equipe, mas também considerado como uma peça importante no elenco e quis frisar na entrevista o quanto o elenco é importante, assim como fez com Militão.

“Não sei se isto justifica. Estou na melhor temporada da minha carreira, estamos conseguindo os nossos objetivos como avançar na competição. Militão e eu temos condições para jogar jogos como desta noite. Já são três jogos seguidos em um nível muito bom. Estou feliz por Militão, por mim e pela equipe”.

Por fim, Nacho aproveitou para fala sobre as semifinais, onde o Real Madrid encara o Chelsea. “Quando iríamos jogar contra o Liverpool, diziam que não éramos favoritos. O Chelsea é uma equipe complicada, mas com confiança e com a intenção de estar na final, vamos dificultar para os adversários”.