Onde assistir Real Madrid e Rayo Vallecano pela LaLiga

Onde assistir Real Madrid e Rayo Vallecano pela LaLiga

Equipes da capital espanhola se enfrentam pela competição nacional; saiba onde assistir Real Madrid e Rayo Vallecano

Neste sábado (6), às 17h (horário de Brasília), o Real Madrid recebe o Rayo Vallecano no Santiago Bernabéu pela LaLiga. Visando a liderança, o time madridista quer assim triunfar em casa para seguir firme em busca de seu objetivo. Onde assistir Real Madrid e Rayo Vallecano?

Você poderá acompanhar o jogo pela ESPN Brasil, enquanto o MeuMadrid cobre em tempo real em suas redes sociais: Instagram e Twitter.

Números

Em 38 jogos entre os times, o Real Madrid levou a melhor em 29. Enquanto isso, o Rayo venceu 6 e outros 3 empates fecham o numerário.

Carlo Ancelotti fala sobre os principais temas merengues

A raiva dos jogadores: “Ontem falei com um jogador, não falo o nome, e ele disse-me uma coisa interessante. Disse-me que compreendeu que às vezes o jogador muda porque não está bem. Perguntei ele por que ele ficaria com raiva então. E ele me dizia: ‘Um jogador que não fica com raiva porque o mudaram não é um jogador”. Ele se irrita com o treinador, não com a pessoa. Eu ficava bravo com o Capello quando ele não me colocava e ele me dizia que, quando ele fosse treinador, ele entenderia. Agora eu entendo muito bem”.

Poucas rotações: “Mudanças são feitas para dar pausas, para motivar os jogadores… Não acho que a equipe esteja muito cansada. É verdade que no último jogo fiz poucas mudanças, mas não queria mudar a dinâmica do jogo. Não joguei muito a média porque não tinham Valverde e porque Casemiro, Kroos e Modric estão bem. Ganharam quatro jogos em cinco”.

Ceballos: “Gosto do Dani como jogador. Já o vi muitas vezes no Arsenal. Ele está voltando de uma lesão grave. Há alguns dias começou a trabalhar em campo. Precisamos de um pouco mais de tempo para ele treinar com os equipe novamente”.

A defesa da equipe: “Acho que a equipe melhorou defensivamente. Temos que melhorar a organização defensiva, porque às vezes nem todos se movem juntos. No gol do Shakhtar, dois foram mais avançados… Mas nos últimos cinco jogos sofremos três gols, dois deles aos 90′. A equipe melhorou e vai melhorar”.