Ancelotti afirma ser difícil de explicar a derrota contra o Sheriff e destaca falhas nos pequenos detalhes

Em coletiva pós jogo, após derrota por 2 a 1 contra o Sheriff Tiraspol no Santiago Bernabéu pela segunda rodada da Champions League, Ancelotti destaca tristeza e atribui resultado aos pequenos detalhes.

“Mais do que preocupados, estamos tristes. Jogamos com intensidade, empenho … Perdemos pelos pequenos detalhes. A equipe jogou bem. Poderíamos ser melhores no final, mas é difícil de explicar”.

Sobre o jogo falou: “Sheriff se defendeu bem. Nós jogamos bem, quebrando as linhas, finalizamos… O que não fizemos bem foram os detalhes”.

Confira mais declarações de Ancelotti:

Esquema tático: “Nós jogamos com um 4-4-2 porque com Hazard este é o melhor sistema”.

Substituições: “Não cometi erros nas substituições. Mudei os dois meio-campistas para ter jogadores descansados em campo”.

Camavinga na lateral esquerda: “Penso que Camavinga está acostumado a jogar ali e Valverde pela direita. A partida estava controlada, não perdemos por colocar Camavinga de lateral esquerda. Perdemos por má sorte”.

Além disso, falou sobre Hazard: “Ele tem jogado bem, colaborado com Benzema. Agora, só precisa marcar, lhe falta gols, mas ele jogou muito bem nesta noite”.

Assim como comentou sobre o seu cartão amarelo: “O meu cartão amarelo? O 4º árbitro me disse que eu tinha que o respeitar e lhe disse que era o meu 130º jogo na Champions League e era a primeira vez que alguém tão jovem me desrespeitava”.

Por fim, sobre a primeira derrota na temporada enfatizou: “Os pequenos detalhes nos custaram o jogo e podem ser uma lição para o futuro. Foi uma derrota que não merecíamos.